Menu

UNSO nuclear de energia
para controle de pragas

Quais são os usos da energia nuclear no meio ambiente?

O principal uso da energia nuclear é a geração de energia elétrica em usinas nucleares. No entanto, alguns dos benefícios da energia nuclear se refletem em aplicações relacionadas ao meio ambiente.

10 SIMPATIAS PARA DESFAZER ENERGIAS...
10 SIMPATIAS PARA DESFAZER ENERGIAS NEGATIVAS - Feitiços MUITO simples de proteção
Quais são os usos da energia nuclear no meio ambiente?

A principal fonte de poluição do meio ambiente encontra-se nas atividades humanas. O crescimento populacional e o desenvolvimento tecnológico industrial implicam em uma necessidade crescente de energia elétrica.

Desde a revolução industrial, o uso de combustíveis fósseis cresceu exponencialmente. A particularidade dessa forma de energia é a geração de resíduos e gases de efeito estufa prejudiciais às mudanças climáticas.

A contaminação das águas superficiais e subterrâneas também é um grande problema ambiental.

Os principais usos ambientais da energia nuclear são:

1. Redução do efeito estufa

O aquecimento global é um problema latente para o meio ambiente. Isso se deve ao lançamento de gases durante a combustão de combustíveis fósseis e de matéria orgânica como madeira e lixo.

Quais são os usos da energia nuclear no meio ambiente?A energia nuclear permite o uso de análises isotópicas que permitem o cálculo das emissões de dióxido de carbono em uma zona industrial. Métodos nucleares, como a irradiação por feixe de elétrons, são muito úteis para remover gases poluentes emitidos por usinas térmicas.

Um método inovador e simples de calcular as emissões de CO2 consiste em observar o crescimento das plantas em uma área industrial. Essas plantas capturam o carbono 14 radioativo da radiação cósmica e também o carbono emitido pelas indústrias.

Dessa forma, ao determinar a proporção de carbono radioativo, pode-se determinar a emissão total de CO2 na área.

Ao mesmo tempo, como acontece com a maioria das energias renováveis, a geração de eletricidade por meio de uma usina nuclear reduz a dependência de usinas termelétricas convencionais.

No entanto, a principal desvantagem das usinas nucleares é a possibilidade de acidentes nucleares como o de Fukushima em 2011.

2. Contaminação de águas superficiais e subterrâneas

As técnicas isotópicas podem ajudar a avaliar a vulnerabilidade das águas subterrâneas à contaminação da superfície. Eles também permitem especificar as fontes de contaminação da superfície:

  • Natural

  • Agrícola.

  • Doméstico

  • Industrial

A partir de baixos níveis de radiação, consegue-se um efeito esterilizante. Esta propriedade é usada para a eliminação de germes patogênicos de águas residuais.

3. Contaminação do solo

Sabe-se agora que a contaminação do solo afeta a cadeia alimentar.

A agricultura usa com mais frequência produtos químicos poluentes que penetram no solo por meio de fertilizantes de nitrogênio e pesticidas. Esses produtos devem ser cuidadosamente testados antes do uso e garantir sua decomposição em produtos que não apresentem riscos ao meio ambiente.

A aplicação de técnicas isotópicas permite determinar a decomposição desses produtos e sua destinação final. Os métodos nucleares são os mais adequados para avaliar com precisão a poluição e a fonte exata que a causou.

4. Erradicação de pragas de insetos

Os insetos às vezes são uma ameaça à saúde de animais e humanos. Uma infestação de insetos pode destruir valiosas colheitas de alimentos.

Tradicionalmente, os inseticidas eram usados, mas devido à sua composição química constituíam um potencial risco de contaminação ambiental e alimentar. Além disso, os insetos desenvolveram maior resistência a eles, tendo que utilizar maiores quantidades.

Atualmente, estão sendo desenvolvidos novos métodos de combate aos insetos, que não representam risco para o meio ambiente. O seguinte pode ser destacado:

  • Técnica de insetos estéreis (SIT): consiste na produção de grandes quantidades de insetos em criadouros que são esterilizados com radiação gama. Esses insetos são liberados e quando eles se acasalam com insetos selvagens, nenhuma prole é produzida.

  • Manipulação genética para seleção de insetos machos: a liberação apenas de insetos machos permite a erradicação de moscas-praga, reforçando a técnica SIT. Essa técnica se baseia na manipulação genética dos cromossomos das moscas com radiação ionizante para liberar apenas machos.

  • Esterilidade hereditária: esta técnica é usada principalmente para erradicar as pragas da traça. Está provado que, ao irradiar uma população de mariposas com baixas doses, seus descendentes são estéreis.

5. Hidrologia e tratamento de água potável

A escassez e a degradação da água são causas de preocupação em todo o mundo. A não otimização dos recursos hídricos pode resultar na redução do crescimento econômico e em certos riscos para a saúde humana e o meio ambiente.

A hidrologia isotópica nos permite conhecer o comportamento da água. Os principais usos dos isótopos radioativos são a datação e o tempo de trânsito da água. Usando traçadores, a origem, velocidade de fluxo, fontes de contaminação e processos de degradação da água podem ser determinados.

A tecnologia nuclear também permite:

  • Dessalinize a água do mar.

  • Trate a contaminação das águas subterrâneas.

  • Determine a origem da salinidade.

  • Conheça a idade da água.

  • Dimensionando um reservatório.

Autor:

Data de publicação: 4 de outubro de 2010
Última revisão: 2 de dezembro de 2021