Menu

Radiologia

Radiologia

Radiologia

Radiologia é o ramo da medicina que lida com os efeitos da produção e interpretação diagnóstica de imagens radiológicas ou terapêuticas. É também chamado de radiologia diagnóstica ou radiologia diagnóstica. De fato, esses termos são equivalentes e são derivados do princípio básico para a obtenção de imagens radiológicas, ou seja, o uso de radiação ionizante. Como não são a única forma de energia que pode ser usada para obter imagens de diagnóstico, o termo imagens de diagnóstico é atualmente preferido, sublinhando como a radiologia médica deve ser enquadrada no campo mais amplo das ciências da imagem.

As técnicas de radiodiagnóstico consistem em obter imagens do organismo por meio de equipamento de raios-X, que atravessa o campo exploratório que você deseja estudar.

Embora a radiologia tire proveito de uma das muitas vantagens da energia nuclear, atualmente, existem numerosos avanços nesse campo, destacando as técnicas de ultrassom, que usam ultrassom ou ressonância magnética nuclear que não utiliza radiação ionizante.

Técnicas de radiodiagnóstico

A radiologia usa essencialmente raios-X para produzir imagens médicas, mas não apenas. As principais técnicas são as seguintes:

  • Radiografia convencional
  • Ultrassom
  • Tomografia computadorizada (TC), já denominada tomografia computadorizada (TC)
  • Angiografia
  • Ressonância magnética (RM)

    O ultrassom e a ressonância magnética não requerem radiação ionizante. De qualquer forma, eles pertencem completamente ao corpus radiológico.

    Graças à radiologia X e à medicina nuclear, podem ser realizados estudos de esqueleto, tórax, abdômen, sistema nervoso, trato digestivo, trato urinário, coração, etc. Na imagem radiológica, é alcançado que o raio X atravessa a área a ser explorada. Dependendo dos tecidos, os raios X são absorvidos de maneira diferente. Desta forma, é obtido um feixe emergente que apresenta variações de intensidade, visíveis na tela, que, quando reveladas, revelam um raio-X.

    Outra técnica importante de radiodiagnóstico para diagnóstico médico é a tomografia axial computadorizada (TAC), que consiste em obter uma projeção tridimensional de um computador a partir dos cortes sobrepostos do órgão a ser estudado, produzidos por um fino feixe de raios X colimados que giram em torno dele. .

    Radiologia pediátrica

    A radiologia pediátrica é o ramo da radiologia que lida com a imagem diagnóstica no campo pediátrico: essa especialidade surge da necessidade de pesquisa radiológica em crianças com critérios diferentes dos adultos, devido a diferenças morfológicas e anatomo-radiológicas. . Tanto por problemas protecionistas óbvios.

    Importância do radiologista

    Em particular, para a ressonância magnética, a complexidade dessa técnica torna o radiologista mais bem preparado do que outras figuras profissionais, com a especialização em radiologia de diagnóstico e intervenção sendo a única escola que oferece treinamento em ressonância magnética.

    De fato, a figura do radiologista é central e necessária não apenas para a correta execução e interpretação das imagens médicas, mas também do ponto de vista puramente médico-legal, como as técnicas que fornecem o uso de radiação ionizante para esse fim. .

    Além disso, o radiologista é o único médico capaz de antecipar corretamente o uso de uma técnica de imagem, em vez de outra, para responder de maneira otimizada à pergunta feita pelo clínico; Além disso, é o único capaz de realizar um balanço da dose de radiação administrada ao paciente e implementar todas as técnicas disponíveis para minimizá-lo, reduzindo os riscos de carcinogênese induzida por rádio.

    Por último, mas não menos importante, o radiologista, em virtude do conhecimento da maioria das técnicas de diagnóstico por imagem, é o único capaz de realizar uma síntese, integrando as informações derivadas de cada uma delas.

    Autor:

    Data de publicação: 2 de outubro de 2015
    Última revisão: 2 de fevereiro de 2020