Menu

Usina Nuclear Isar, Alemanha

Desvantagens da energia nuclear

Desvantagens da energia nuclear

O uso da energia nuclear implica certas desvantagens que devem ser levadas em consideração.

O principal uso da energia nuclear é a geração de eletricidade, no entanto, a tecnologia nuclear também é usada nas áreas militar, médica ou ambiental, entre outras.

O principal uso da energia nuclear é a geração de energia. A construção de usinas nucleares permite gerar eletricidade sem emitir gases de efeito estufa.

Esse tipo de energia tem vantagens e desvantagens. As principais desvantagens da energia atômica são:

1.- Possibilidade de acidentes nucleares

Uma das principais desvantagens da energia nuclear é a dificuldade de manter essa tecnologia em um ambiente seguro. Apesar dos avanços significativos em segurança, sempre existe a possibilidade de um acidente nuclear ou vazamento radioativo

Os sistemas de segurança das usinas nucleares melhoraram muito é extraordinariamente alto, mas apesar disso sempre há a possibilidade de erro humano. Em caso de imprevisto ou na gestão de um acidente nuclear, não se pode garantir que as decisões dos responsáveis ​​sejam sempre as mais adequadas. Temos dois bons exemplos em Chernobyl e Fukushima.

Atualmente, todos os reatores de produção nuclear geram reações de fissão nuclear. Nesse tipo de reatores, as reações de fissão são geradas em cadeia, de forma que se os sistemas de controle falham, o reator gera cada vez mais reações, com as quais a situação tende a se agravar.

A fusão nuclear é uma tecnologia que também permite a obtenção de energia e resolveria este problema. Atualmente o trabalho está sendo feito em um reator de fusão nuclear para pesquisa em tecnologia de fusão nuclear.

Em outro sentido, mas também relacionado à segurança, é a possibilidade de que reatores nucleares sejam atacados. As usinas nucleares são alvos de organizações terroristas.

2.- Geração de resíduos nucleares

A indústria nuclear (usinas nucleares, hospitais, etc.) gera lixo nuclear que emite radiação. O lixo nuclear leva muitos anos para perder sua radioatividade e perigo. Portanto, eles devem ser tratados de forma especial nos centros de gestão desses recursos.

Nesses centros, o lixo nuclear fica confinado por anos, esperando que sua radioatividade seja reduzida. Um dos problemas desse sistema é que uma área contaminada permanece praticamente para sempre, cujo manejo terá que ser herdado por gerações.

3.- Limitação da vida útil de reatores nucleares

Os reatores nucleares, uma vez construídos, têm uma data de validade. Após esta data, eles devem ser desmontados. Precisamente porque as usinas nucleares têm vida útil limitada.

O investimento para a construção de uma usina nuclear é muito alto e deve ser recuperado em um prazo muito curto, de modo que isso aumenta o custo da energia elétrica gerada.

A energia gerada é barata se comparada aos custos do combustível nuclear. Porém, ao preço do quilowatt-hora gerado, deve-se somar a parte proporcional do custo de amortização da usina nuclear.

4.- Dependência de recursos externos de mineração e engenharia estrangeira

Uma desvantagem em relação às usinas termelétricas convencionais que produzem energia a partir de combustíveis fósseis é o fornecimento de urânio e engenharia.

Poucos países têm minas de urânio e nem todos os países têm fábricas de enriquecimento de urânio. Nestes casos, o fornecimento de combustível nuclear depende de outros países.

Por outro lado, nem todos os países dispõem de tecnologia e conhecimento suficiente para construir usinas nucleares.

Nesse caso, a soma, então eles têm que contratar os dois no exterior.

5.- Uso militar e desenvolvimento de bombas nucleares

A energia nuclear também é usada no campo militar. Vários países possuem tecnologia para desenvolver bombas nucleares com poder destrutivo devastador.

O primeiro uso dado à energia nuclear foi para a construção de duas bombas nucleares que foram lançadas sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki (Japão) durante a Segunda Guerra Mundial. Esta foi a primeira e a última vez que a energia nuclear foi usada em um ataque militar.

Embora vários países tenham assinado o Tratado de Não Proliferação Nuclear, o risco de que as armas nucleares sejam usadas novamente no futuro sempre existirá.

Autor:

Data de publicação: 31 de maio de 2019
Última revisão: 22 de maio de 2021